O Bolsa-família é a junção de programas sociais criados por FHC e a Estabilização da Economia é OBRA DE ITAMAR E FHC.




Blogueiros Decentes

Ainda que teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos,

como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...

(Saint-Exupéry)



quarta-feira, 30 de junho de 2010

É mais amplo...

http://noticias.terra.com.br/
O candidato do Psol à presidência da República, Plínio de Arruda Sampaio, afirmou nesta quarta-feira (30), durante a convenção de seu partido, que a candidatura de Dilma Rousseff (PT) é um escárnio aos petistas. Segundo ele, a indicação de Dilma feita por Lula é um desrespeito aos membros de seu antigo partido. Plínio deixou o PT em 2005 após as denúncias de envolvimento do partido no escândalo do mensalão.

Eu já acho que é escárnio ao Brasil!

terça-feira, 29 de junho de 2010

Candidatos sem maquiagem! Boas risadas!

Recebi, da Geórgia, de Petrópolis, mensagem com o texto abaixo.
Visite o link...
Poderá dar boas risadas pelo ridículo, além de conhecer "mais alguns" que assinam sem ler.
E TENTAM EXPLICAR!
Sem esquecer:

A culpa não é só deles!
É, principalmente, nossa...
especialmente quando ficamos omissos!

O texto que recebi e o link:
Já escolheram seus candidatos?????
Essa é a hora!
Podemos mudar o rumo dessa história, acho legal divulgarem esse vídeo. Vamos procurar entre os nossos escolhidos, se costumam portar objetos nas meias e cuecas...

http://www.youtube.com/watch?v=fmtbqu4VhDs

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Cumpetência e experiência cupanhera...

http://noticias.terra.com.br/
Dilma ressalta sua experiência e contra-ataca oposição
A candidata à presidência do Brasil, Dilma Rousseff (PT), afirmou nesta segunda-feira que apesar de não ter experiência eleitoral, acredita que no plano federal e na área administrativa, entre os candidatos, é "uma das mais experientes".

É muito fácil constatar a competência da candidata...

Basta ouví-la!
A bichinha palanqueira mostra bem sua experiência, especialmente na expressão dessa forma compreensível (abaixo), dizendo o que pensa claramente a todos os brasileiros.
Pudemos ver sua experiência e competência nas declarações ao Roda-Viva, de hoje, respondendo pergunta do jornalista Sérgio D'avila, se preferia ser chamada de presidente ou presidenta...:

– Cê sabe que há uma polêmica, Sérgio, sobre isso. Tem gente que fala, então, você, outro dia fala assim, se é presidenta, cê vai chamar agora motorista de motoristo, entendeu? Já tá dando toda a, a... vamo dizê assim... a polêmica que a gente tava esperando que desse.

Cê viu, né?
Eu vi, cê viu, todu mundu qui quis viu que ela é, como dizê, vamu dizê... experiente e competente... prá dizê o que tem que dizê, diz comu sabi dizê, então, nas pergunta tão importanti, prá dizê, o que pricisa dizê, prá todu mundu, qui quisé, intendê, e quisé ouvi ela, vai dizê?

domingo, 27 de junho de 2010

A que ponto...

http://esportes.terra.com.br
Uma discussão após a eliminação dos Estados Unidos na Copa do Mundo causou duas mortes em Dallas, cidade localizada no Estado americano do Texas, segundo o jornal Dallas News. Um outro homem está hospitalizado no Centro Médico Metodista de Dallas com uma perna ferida.

Minha gente...
É SÓ futebol!

sábado, 26 de junho de 2010

Era hora de "parar de brincar"? É... "brincadeira"!

http://esportes.terra.com.br
Era hora de parar de brincar, diz Fifa após veto ao Morumbi
Após ressaltar que não falaria mais sobre a Copa do Mundo de 2014 até o fim do atual Mundial na África do Sul, o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, não cumpriu a promessa. Questionado sobre o veto... ...o dirigente foi duro nas palavras e cravou: "era hora de parar de brincar".

A FIFA, por esse seu representante, afirma que "era hora de parar de brincar", quando descartou o Estádio do Morumbi da COPA de 2014, no Brasil.

Coincidentemente a "fritura", e a tal decisão para... "parar de brincar"... aconteceu após o apoio do dono do Morumbi, ao adversário do presidente da CBF no grupo chamado "Clube dos 13".
Até ai...

Temos muitos estádios no Brasil que, mesmo abaixo das mesmas condições do Morumbi, podem sediar jogos da COPA...
Mas, ressalte-se:
Uma "brincadeira"... que "não deve começar"...

é a estúpida idéia de utilizar dinheiro público, tão carente na Saúde, na Segurança e na Educação do povo brasileiro mais simples, humilde e inculto, para satisfazer posições políticas deste ou daquele.

Antes de decidirem "se apropriar" do dinheiro público da Saúde para o futebol...
certas figuras deveriam procurar atendimento em hospitais da periferia, inclusive nas grandes cidades brasileiras, assim como procurar atendimento nos PSs de Urgência e Emergência...

Se a FIFA com todo o dinheiro que possui, através desse seu representante, descarta o estádio do Morumbi por razões políticas (aparentemente) e acena com a possibilidade de construção de novo estádio... deve se responsabilizar pelo investimento no estádio e na estrutura que impõe.
É hora, realmente, da FIFA... "parar de brincar"!

Afinal, fifa, o povo brasileiro não é Palhaço!

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Incompetência ou arrogância?

Política é uma atividade muito difícil...
É necessário que o candidato mostre que é competente, COM FATOS, não apenas com afirmações.
É necessário que o candidato assuma o compromisso de debater suas propostas para mostrar conhecimento (ao menos) sobre os próprios projetos e definindo para o eleitor, de maneira clara (de forma que o leitor consiga entender) o que pretende fazer.
Candidato que foge de debates e confrontos (de idéias) com os adversários... se não é arrogante, é incompetente.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Nóis "sabemos fazer"... COMO?

Algumas profissões obrigam escolha de profissionais competentes.
E a política é uma dessas profissões (Se podemos denominar a política como... profissão!)
Comparando política com a medicina:
Quando um médico, por exemplo, é questionado sobre as técnicas que utilizou na inovação ao realizar uma cirurgia, explica os mínimos detalhes do seu trabalho, especialmente para que a família do paciente entenda o que aconteceu e os cuidados futuros.

Habitualmente (esse inovador competente) é convidado para Congressos Médicos, para transmitir sua competência e mostrar COMO os outros cirurgiões podem utilizar a técnica para melhorar as condições nas suas cirúrgias, com mais chances de salvar vidas.

A política costuma "perder pacientes" muito mais que a medicina, especialmente pela incompetência de quem "opera", pelo total e absoluto desconhecimento de novas técnicas (ou de técnicas tradicionais) de alguns "pretendentes à cirurgiões", e pela dificuldade de competência e conhecimento para exteriorizar detalhes das "inovações que foram feitas"... mesmo que as inovações tenham sido "copiadas" de profissionais anteriores ou tenham sido apropriadas dos verdadeiros criadores, para o nome de quem não conhece nada a respeito.
A política "perde pacientes", principalmente, quando o dinheiro público é mal utilizado e o que deveria ser aplicado na Saúde, por exemplo, acaba caindo nas mãos de rezadores de agradecimento de maracutaias, caindo nas cuecas de amigos do messias, caindo na mãos de editores profissionais de "edições" sobre a vida de adversários e de parentes de adversários, assim como quando acaba caindo em empresas de fundo de quintal de membros da corte.
E pode perder muito mais pacientes quando egóticos apoiam os devaneios de malucos.


"Eles" não sabem fazer?
Nós, sim... "sabemos fazer"?
E COMO é... "saber fazer"?
É necessário que as técnicas do "saber fazer" sejam EXPLICADAS de forma competente!
Na verdade, as inovações de alguns "pretensos operadores" não trouxeram metade dos resultados previstos e os "pacientes estão próximos da UTI"!

Nóis... "sabe fazer"?
Nóis... é o máximo?
É nóis na fita?

Passou da hora de explicar, de forma que todos entendam, é claro, o que se pretende "fazer"!
Ou parar de dizer que "nós sabemos fazer"... SEM OS DETALHES TÉCNICOS OBRIGATÓRIOS!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Minhas pesquisas... amadoras!

Então...
Andei pelo Sul do Brasil.
É claro que minhas pesquisas são, como posso dizer... muito... amadoras, sem nenhuma técnica e sem obedecer nenhum critério de modernidade na comunicação.
O critério (amador) que utilizei foi, simplesmente, perguntar a pouco mais de 100 pessoas:
Já definiu seu voto? Em quem pretende votar?
Meus contatos se restringiram à pessoas mais humildes (de menor cultura), à pessoas medianas (cultura média) e à pessoas mais sofisticadas (algumas com maior cultura)...

Minhas pesquisas absolutamente e totalmente e plenamente... amadoras... quase poderiam ter utilizado candidatura única, pois os resultados que obtive nessas pesquisas estiveram próximos dos 100%.
Preciso dizer?

Você imagina qual é a candidatura que se aproxima dos 100% no Sul?

terça-feira, 22 de junho de 2010

Palavrões aos jornalistas? É nóis na fita!

Aproveito meu retorno aos posts...
para Homenagear a seleção brasileira, especialmente quanto à postura de seus dirigentes (Desde 1994).
Aliás, só voltarei a assistir outra Copa do Mundo quando mudar o presidente da CBF e quando não demitirem funcionários da Receita Federal Responsáveis, por fazer seu trabalho de forma correta.
E aos palavrões nas entrevistas de 2010, que fiquei sabendo por ouvir falar.

Minha Homenagem, nas palavras de um Grande, realmente:
"Você deve procurar ser uma pessoa de valor, em vez de ser apenas uma pessoa de sucesso"
(Einstein)