O Bolsa-família é a junção de programas sociais criados por FHC e a Estabilização da Economia é OBRA DE ITAMAR E FHC.




Blogueiros Decentes

Ainda que teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos,

como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...

(Saint-Exupéry)



quarta-feira, 21 de março de 2012

Culpado ou Inocente?

Muito se tem falado a respeito do atropelamento, pelo filho do biliardário brasileiro (que pode acontecer a qualquer um).
Poderia ser seu filho, ao volante!
e
Poderia ser seu filho, na bicicleta!

O fato de ser rico, milionário ou biliardário, não impõe nem culpa e nem inocência a ninguém.
O que causa desconforto a respeito do acontecido, são as declarações do motorista e de todos os seus representantes (pai, advogado, porta-voz...).
Causa desconforto ler declarações de um especialista, afirmando que o veículo deveria estar entre 90 e 100 kh... porque em outra velocidade o corpo subiria e não bateria no para-brisa...
Não sou perito em acidentes de transito, mas pelo meu raciocínio, um carro como esse (em cunha) ao atropelar alguém em velocidade elevada não levantaria nenhum corpo, que teria o impacto quase direto no parabrisa. Ainda mais em uma bicicleta. Mas não sou perito!
Culpado?
Inocente?

A verdade é que o ciclista está morto.
Bêbado ou sóbrio, se ia ao armazem, ao puteiro ou à Igreja?
Não importa!

Importa onde foi atropelado...
Testemunhas afirmam que estava no acostamento.
O motorista afirma que estava na pista (para confirmar sua versão, o veículo deveria ter ficado no local). Em quem acreditar?
Importa a velocidade da Mercedes MacLaren...
Importa é a competência do motorista...
Importa a perícia que, ABSURDAMENTE, não foi feita no local...
Importa o histórico do garoto...

O ciclista...?

Que cada um utilize a consciência e a essência como a tem e como melhor lhe ensinaram...
No meu entendimento de vida, o acerto "depois" é muito pior que acertar agora.
E a Justiça será bem diferente, considerando apenas atos, consciência e essência.

2 comentários:

  1. Como diriam os franceses: "Cherchez la famme" ou melhor, diga-me quem por ti advoga que te direi quem és: Márcio - Leis de Lulla pró-bandidos hediondos - Thomaz Bastos, advogado mais caro do Brasil, ex-ministro e amigo de Lulla, a quem vendeu mansão multimilionária em praia fechada de Iporanga no Guarujá, o mesmo advogado que "viabilizou" a fuga do multiestuprador Abdelmassih.

    ResponderExcluir
  2. PS.: Cherchez la femme, procure a esposa ou diga-me com quem andas que te direi quem és.

    ResponderExcluir