O Bolsa-família é a junção de programas sociais criados por FHC e a Estabilização da Economia é OBRA DE ITAMAR E FHC.




Blogueiros Decentes

Ainda que teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos,

como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...

(Saint-Exupéry)



sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Nos "debates", acusar outros dos próprios mau-feitos, serve ao eleitor?

Venho dizendo, há muito, que os "debates" vem perdendo seus objetivos.

E a legislação (Interessa a quem?) só "sacaneia" o eleitor, pois o que se ouve nessas verdadeiras "montagens" políticas é uma encenação de acusações (muitas sem sentido), mentiras, suspeitas jogadas ao eleitor e, muitas vezes, o "auto-endeusamento" de falcatruas como se fossem caridosas ações benemerentes.
Ridículo!

A meu ver, os "debates" se transformaram em conversas de deficientes auditivos (estou politicamente correto?), pois raramente alguma pergunta é respondida por candidatos incompetentes e enganadores, que preferem desviar a atenção da pergunta e mencionar feitos fantasiosos e ilusórios, fugindo das evidências e das explicações QUE SE FAZEM NECESSÁRIAS e que as emissoras, simplesmente, NÃO PODEM COMPROVAR.
Por que?
Leio em post do Excelente Reinaldo Azevedo:"Sabem quem venceu o debate da noite e começo da madrugada na Globo? Aquele que o eleitor disser que venceu. A gente não é juiz desse tipo de coisa. Se vocês me perguntarem quem se saiu melhor, aí, sim, a minha opinião é clara: o tucano Aécio Neves."

E, com minha total concordância...
"a legislação vigente no Brasil impede um debate realmente proveitoso entre os candidatos e milita contra o interesse dos brasileiros."

ENQUANTO as emissoras estiverem sob a pressão do "jugo" governista não teremos muta coisa útil nos "debates", exceto a opção de cada eleitor, como bem diz Reinaldo:
"Venceu aquele que o eleitor disser que venceu".


ENQUANTO as emissoras não puderem (ou não "quiserem") COMPROVAR as acusações e MOSTRAR QUEM ENGANA o eleitor, continuaremos a ver absurdas e gritantes MENTIRAS de picaretas sem moral e incompetentes, acusando outros dos próprios mau-feitos.

Aliás (ninguém deve esquecer),
praticar a corrupção em projeto de poder, praticar qualquer maracutaia, indignidade e acusar o outro, é uma das formas da "ação do líder" ensinada por goebbels.
Deu no que deu...

Nenhum comentário:

Postar um comentário